As doenças podem ser uma experiência positiva. Ter a importante função de nos empurrar para a essência do que somos, convidando-nos a aproveitar ao máximo a vida que nos é dada, num qualquer estado de saúde. Podem revelar-nos, até quando parecemos uma pessoa frágil e sem luz, que existe uma força maior e fazer-nos vislumbrar a essência da vida.
O nosso verdadeiro estado de saúde depende, não tanto das doenças que temos, mas sobretudo de como aceitamos o facto de podermos adoecer e das doenças poderem vir ter connosco. Poderá haver pessoas que, embora sem terem doenças, se sentem doentes e outras que, com uma doença grave, se sentem saudáveis apenas porque continuam ativas e interessadas pela vida. Aqui ficam quinze casos e testemunhos de quem conseguiu ter uma atitude positiva perante a doença e de profissionais com experiência nesta área.