Histórias de André Oliveira, Fernando Dordio, David Soares, Mário Freitas, Pedro Cruz, Francisco Sousa Lobo, Nuno Duarte, Joana Afonso, Ana Matias e Zé Burnay Arte de André Caetano, Bernardo Majer, Pedro Serpa, Sérgio Marques, Pedro Cruz, Francisco Sousa Lobo, Osvaldo Medina, Inês Galo, Joana Afonso, Ricardo Venâncio e Zé Burnay Capa de André Pereira (com cores de Afonso Ferreira) Design e edição de Mário Freitas (com André Oliveira).
Durante uma visita a Portugal, o actual Vice-Presidente da Marvel, CB Cebulski, disse uma coisa notável: "Os criadores portugueses são únicos. Não estão colados a uma escola específica como os franceses, os espanhóis ou os italianos, por exemplo. Cada artista português vai beber a várias fontes distintas para criar o seu próprio estilo, com influências que vão desde o franco-belga mais clássico ao manga alternativo mais dinâmico, mas sempre com uma coisa rara: uma verdadeira identidade."
Crumbs é uma celebração dessa identidade única. Uma celebração da diversidade. Uma diversidade de migalhas (crumbs) de arte bela. Migalhas diversificadas de talento indiscutível. Um talento que não se esgota e que não pode ser contido dentro das fronteiras nacionais, porque não é meramente um talento português. É, isso sim, um talento de classe mundial.