Santo Agostinho ensina que o Pai-Nosso é a síntese do Evangelho: "Percorrei todas as orações que se encontram nas Escrituras, e eu não creio que possais encontrar nelas algo que não esteja incluído na Oração do Senhor". De um lado Jesus nos ensina uma vida nova, por palavras, e por outro lado nos ensina a pedi-la ao Pai na oração, para a podermos viver. É a oração dos filhos de Deus, que deve ser rezada com o coração, na intimidade com o Pai, para que se torne em nós espírito e vida pois o Pai enviou aos nossos corações o Espírito do Seu Filho que clama em nós, Abba, Pai (Gl 4,6), e nos fez seus fi lhos adotivos em Jesus Cristo. No Pai-Nosso Jesus revela que conhece as nossas necessidades e as revela a nós. É uma oração da comunidade, pois não dizemos Meu Pai, mas Pai-Nosso.