O propósito desta edição é dar a conhecer a exposição que se encontra patente no Museu Nacional de Arqueologia.
«O trabalho apresentado assume-se como o estado da Arte da investigação arqueológica do concelho de Loulé e conta a história das comunidades que o constituíram entre a Pré-História e a Idade Média, assente nos vestígios arqueológicos e nas fontes documentais conservados nas instituições que laboriosamente constroem as memórias e as identidades de Loulé.»
O corpus desta exposição reúne mais de meio milhar de bens culturais, provenientes de várias coleções públicas e resulta de um trabalho de 15 meses de preparação e da colaboração de cerca de 50 técnicos das mais variadas especialidades e proveniências.