Este livro tem como principal objetivo deixar um retrato do legado da Capital Europeia da Cultura organizada em Guimarães, em 2012, centrando-se em impactes de várias índoles, e acolhendo, sobretudo, a leitura dos residentes, dos visitantes e de alguns agentes locais qualificados.
Tendo como ponto de partida o projeto desenvolvido por uma equipa de investigadores ancorada na Universidade do Minho, intitulado As perceções de residentes e turistas do impacte de Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012 e respetiva participação no evento, integrado no N.I.P.E. (Núcleo de Investigação em Políticas Públicas da Universidade do Minho) e no C.I.C.S. (Centro de Investigação em Ciências Sociais), que contou com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães, havia que sistematizar os resultados obtidos e dar-lhe um formato acessível a um público nacional mais alargado.
As mudanças operam-se com pequenos contributos, que se vão somando. Nesse sentido, com a presente obra, pensamos estar a contribuir para a reflexão por parte de políticos e de outros atores do caminho que tem sido percorrido e que importa percorrer em prol do desenvolvimento do município de Guimarães e do bem-estar das suas gentes.